Cruzes Canhoto!
Cruzem-se connosco em cruzescanhoto@mail.pt
9/09/2003

PIOR AINDA - O Tempore, que se confirma como um dos blogues mais instrutivos que conheço, tem uma curiosa história: Depois da invasão da Polónia e URSS, para substituir a mão-de-obra alemã que estava recrutada, os nazis recorreram a escravos de leste; estes eram presos em rusgas pelos SS e transportados até fábricas. Lá, eram obrigados a dormir ao relento e não lhes era fornecida alimentação; ao fim de uns dias morriam e eram substituídos por outros. Speer, numa reunião com os industriais alemães (estamos a falar de civis e não nazis empedernidos), reclamou que não lhes fornecia mais prisioneiros, que passassem a alimentá-los e cuidassem deles. Himmler secundou Speer, e os industriais tiveram de se inclinar(...) as condições nas fábricas conseguiam ser piores do que nos campos de concentração. Por que é que não se fala dessa situação? É que os industriais, terminada a guerra foram utilizados pelos aliados para reconstruir o país e muitas dessas empresas ainda agora existem; Isto deve ser o paraíso para os nossos amigos anti-sindicatos e anti-legislação laboral (1, 2): trabalhadores descartáveis, sem quaisquer direitos e de alta rentabilidade. Mas suponho que, tal como este anormal fez para a África do Sul, deve haver para aí um "estudo científico" qualquer a negar que houvesse capitalismo na Alemanha Nazi. J P.S. - Histórias como esta fazem-me ter pena de não acreditar no Inferno.

Comments:


Ouem?

Blogue lusografo de comentario opinativo, irreverente, destrutivo e nao registado na SPA.



Arquivos

Arquivo
Página


Weboteca

Alertnet
Alternet
Arts & Letters
American Prospect
The Atlantic
Auto da Fe
BBC
Boston Globe
Courrier International
Granta
The Guardian
Harpers
Indymedia
Magazine Litteraire
Metamute
New Left Review
New Yorker
News Google
News Yahoo
NY Review of Books
The New York Times
Political Theory
Salon
Slate
Science & Technology
Wired
World Press


Blogoteca

Homage to Catalonia, G. Orwell
Folies Simultanees, J. Lacan
Historia do Estabelecimento da Inquisicao..., A. Herculano
Dieser Friede, T. Mann
Pentesileia, H. Kleist
Les Demoiselles D'Avignon, W. Rubin
O livro de Cesario Verde
Antropologia Estrutural, C. Levi-Strauss
Naked Lunch, W. S. Burroughs
O Fim da Aventura, G. Greene
The soul of man under socialism, O. Wilde
Quadrado
O Aleph, J. L. Borges
Diplomacy, H. Kissinger
A cor do tempo quando foge, B.S. Santos
A minha vida, Lou-Andreas Salome
Gengangere, H. Ibsen
Against the current, I. Berlin
Conversas de Cafe
Piano Magico, E. A. Cebolo
RootsWorld
De direita
Bouvard et Pecuchet, G. Flaubert
Tom Gordon, S. King
Haiku Handbook,W.J. Higginson
How to read a film, J. Monaco
Why Socialism?. A. Einstein
Minha vida, Suzana Flag
Os prazeres de Alfredo Saramago
Three men on a boat, J. K. Jerome
Livro de Estilo
A Murraca, C. Castelo Branco
Constitution of Liberty, F. Hayek
Mil Folhas
Wealth of Nations, A. Smith
A alma nao e pequena, v. h. mae e j. reis-sa¡
Zona Non
Planning for freedom. L. Mises
O canto e as armas, M. Alegre
Tale of a Tube, J. Swift
75 years of the Oscar, R. Osbourne
Mensagem, F. Pessoa
O General no seu labirinto, G.G. Marques
E pasta e basta!, M.L. Goucha
Ferida Amavel, E. Goncalves
Sobre os espelhos, U. Eco
Ate na prisao fui roubado!, A. Agostinho
Arcos e Pérgulas
Nocturnos, T. Waits
Illuminati, R. A. Wilson
No Reino da Dinamarca, A. O'Neill
Curso de Portugues, A. Areal
Lux
Alcorao
Miss Julie, A. Strindberg
Super Flumina Babylonis, Jorge de Sena
Dies Irae, P.K. Dick
Clio, Herodoto
A cultural history of menstruation, J. Delaney
Tudo o que se passa...,
O Fisico Prodigioso, J Sena
Analog
As melhores historias de gatos
Treason, Ann Coulter A condicao das classes trabalhadoras, F. Engels
Livro do profeta Isai­as




In Association with Amazon.co.uk