Cruzes Canhoto!
Cruzem-se connosco em cruzescanhoto@mail.pt
10/10/2003

ESCLARECIMENTOS - Dois comentários em relação a posts anteriores talvez precisem de ser esclarecidos. Em relação à desinformação sobre preservativos que a Igreja Católica tem feito, o CC disse: Todos os estudos científicos? Basta consultar a OMS para saber que não é assim - o preservativo aparece em 5º lugar como método mais eficaz na luta contra a SIDA. Alguns estudos científicos (mas não todos...) garantem para os preservativos uma eficácia de 80%. Os restantes 20% que se fodam e apanhem SIDA à vontade, não é? Isso é parcialmente correcto. Segundo a Agência de Combate à Sida da ONU os cinco métodos mais eficazes para não apanhar SIDA são: 1) Chegar virgem ao próprio funeral (100% seguro); 2) Bater punhetas até à morte (100% seguro); 3) Fazer sexo só com uma pessoa em toda a vida e ter a certezinha absoluta que o parceiro não fez nem faz sexo com mais ninguém, com recurso a câmaras de vigilância, cintos de castidade e detectives se preciso for (percentagem de segurança variável conforme a castidade pessoal e a capacidade de controlar a do parceiro); 4) Uso correcto do preservativo (80-95% seguro); 5) Tudo o resto (0% seguro). Quem quiser e tiver capacidade para tal está à vontade para adoptar qualquer um dos seguríssimos três primeiros "métodos anticoncepcionais". Mas dizer que o preservativo é inútil e até favorece o contágio em culturas onde a poligamia, promiscuidade sexual, falta de televisão e educação sexual são práticas correntes e até culturalmente aceites é no mínimo criminoso. A propósito da nossa referência à libertação do Paulo Pedroso, a especialista reconhecida do Janela Indiscreta para assuntos de História de Arte, Zazie, considera: que o Daniel Oliveira diga isto porque é amigo do gajo ainda se desculpa agora vocês perdem toda a possível credibilidade que tinham para falarem de política. Bem, eu não sou amigo, não conheço nem nunca vi ao vivo o Paulo Pedroso e por isso mesmo não sei, não afirmo, não defendo nem ponho as mãos no fogo pela sua inocência ou culpa. No entanto, acho que isso não me impede de criticar algumas atitudes que me pareceram menos próprias do juiz responsável pelo caso, como ir entregar a convocatória à Assembleia da República acompanhado pelas televisões ou utilizar mecanismos duvidosos para impedir o arguido de recorrer da prisão preventiva, ou criticar o vedetismo folclórico que o rodeia. Isso torna dúbia a credibilidade dos meus comentários políticos? Até pode ser que sim, no caso específico da pedofilia da Casa Pia, mas como tal caso só me mereceu até agora dois posts, com um máximo de duas frases cada um, isso também não me parece muito relevante. J

Comments:


Ouem?

Blogue lusografo de comentario opinativo, irreverente, destrutivo e nao registado na SPA.



Arquivos

Arquivo
Página


Weboteca

Alertnet
Alternet
Arts & Letters
American Prospect
The Atlantic
Auto da Fe
BBC
Boston Globe
Courrier International
Granta
The Guardian
Harpers
Indymedia
Magazine Litteraire
Metamute
New Left Review
New Yorker
News Google
News Yahoo
NY Review of Books
The New York Times
Political Theory
Salon
Slate
Science & Technology
Wired
World Press


Blogoteca

Homage to Catalonia, G. Orwell
Folies Simultanees, J. Lacan
Historia do Estabelecimento da Inquisicao..., A. Herculano
Dieser Friede, T. Mann
Pentesileia, H. Kleist
Les Demoiselles D'Avignon, W. Rubin
O livro de Cesario Verde
Antropologia Estrutural, C. Levi-Strauss
Naked Lunch, W. S. Burroughs
O Fim da Aventura, G. Greene
The soul of man under socialism, O. Wilde
Quadrado
O Aleph, J. L. Borges
Diplomacy, H. Kissinger
A cor do tempo quando foge, B.S. Santos
A minha vida, Lou-Andreas Salome
Gengangere, H. Ibsen
Against the current, I. Berlin
Conversas de Cafe
Piano Magico, E. A. Cebolo
RootsWorld
De direita
Bouvard et Pecuchet, G. Flaubert
Tom Gordon, S. King
Haiku Handbook,W.J. Higginson
How to read a film, J. Monaco
Why Socialism?. A. Einstein
Minha vida, Suzana Flag
Os prazeres de Alfredo Saramago
Three men on a boat, J. K. Jerome
Livro de Estilo
A Murraca, C. Castelo Branco
Constitution of Liberty, F. Hayek
Mil Folhas
Wealth of Nations, A. Smith
A alma nao e pequena, v. h. mae e j. reis-sa¡
Zona Non
Planning for freedom. L. Mises
O canto e as armas, M. Alegre
Tale of a Tube, J. Swift
75 years of the Oscar, R. Osbourne
Mensagem, F. Pessoa
O General no seu labirinto, G.G. Marques
E pasta e basta!, M.L. Goucha
Ferida Amavel, E. Goncalves
Sobre os espelhos, U. Eco
Ate na prisao fui roubado!, A. Agostinho
Arcos e Pérgulas
Nocturnos, T. Waits
Illuminati, R. A. Wilson
No Reino da Dinamarca, A. O'Neill
Curso de Portugues, A. Areal
Lux
Alcorao
Miss Julie, A. Strindberg
Super Flumina Babylonis, Jorge de Sena
Dies Irae, P.K. Dick
Clio, Herodoto
A cultural history of menstruation, J. Delaney
Tudo o que se passa...,
O Fisico Prodigioso, J Sena
Analog
As melhores historias de gatos
Treason, Ann Coulter A condicao das classes trabalhadoras, F. Engels
Livro do profeta Isai­as




In Association with Amazon.co.uk