Cruzes Canhoto!
Cruzem-se connosco em cruzescanhoto@mail.pt
2/03/2004

JÁ VAIS TARDE - Kaúlza de Arriaga tinha muito pouco que o recomendasse. Era um racista de marca maior, que dizia que "claro que sou mais inteligente que um preto" e defendia que a inteligência era proporcional à proximidade do pólos (Para quando a invasão dos pinguins?), acusado de várias atrocidades durante a Guerra Colonial e salazarista de linha dura, tendo inclusive liderado um golpe falhado contra Marcello Caetano em 1973. Ultramilitarista, era obcecado por grupos de operações especiais, tendo sido fundador dos pára-quedistas. Em termos puramente estratégicos e diplomáticos revelou-se uma completa nulidade. Durante o seu comando das Forças Armadas em Moçambique concebeu uma grandiosa operação militar, chamada Nó Górdio, que se saldou em centenas de mortos portugueses e milhares de moçambicanos e o alastrar das operações da FRELIMO a todo o país, permitiu ou ordenou mesmo vários massacres contra populações civis e conseguiu pôr contra si a Igreja Católica local, o que obrigou Marcelo Caetano a substituí-lo por alguém que pudesse "rever conceitos e tácticas". Após o 25 de Abril esteve preso em situação ilegal durante quase dois anos. Posteriormente, apoiou a criação da RENAMO, lançando assim Moçambique numa guerra civil de quase duas décadas. Politicamente, defendia o que chamava "a Solução Portuguesa", que seria o grande objectivo de Salazar: colonização intensiva das províncias ultramarinas por população branca, integração económica que tornasse todas as partes do Império interdependentes e realização de referendos que legitimassem internacionalmente a perpetuação do controlo português das províncias. Em retrospectiva, Arriaga era um homem ambicioso, beato e anti-comunista primaríssimo, cujo o sonho seria substituir Salazar nas rédeas de um grande império português. Assim se explica o seu desempenho político-militar e a sua rebelião contra Caetano. Tem em seu favor o ter mantido a coerência até ao fim. O que não impede que a morte de mais este bolor salazarista torne o dia de hoje um pouco mais luminoso. Poderão visitar aqui o seu clube de fãs.

Comments:


Ouem?

Blogue lusografo de comentario opinativo, irreverente, destrutivo e nao registado na SPA.



Arquivos

Arquivo
Página


Weboteca

Alertnet
Alternet
Arts & Letters
American Prospect
The Atlantic
Auto da Fe
BBC
Boston Globe
Courrier International
Granta
The Guardian
Harpers
Indymedia
Magazine Litteraire
Metamute
New Left Review
New Yorker
News Google
News Yahoo
NY Review of Books
The New York Times
Political Theory
Salon
Slate
Science & Technology
Wired
World Press


Blogoteca

Homage to Catalonia, G. Orwell
Folies Simultanees, J. Lacan
Historia do Estabelecimento da Inquisicao..., A. Herculano
Dieser Friede, T. Mann
Pentesileia, H. Kleist
Les Demoiselles D'Avignon, W. Rubin
O livro de Cesario Verde
Antropologia Estrutural, C. Levi-Strauss
Naked Lunch, W. S. Burroughs
O Fim da Aventura, G. Greene
The soul of man under socialism, O. Wilde
Quadrado
O Aleph, J. L. Borges
Diplomacy, H. Kissinger
A cor do tempo quando foge, B.S. Santos
A minha vida, Lou-Andreas Salome
Gengangere, H. Ibsen
Against the current, I. Berlin
Conversas de Cafe
Piano Magico, E. A. Cebolo
RootsWorld
De direita
Bouvard et Pecuchet, G. Flaubert
Tom Gordon, S. King
Haiku Handbook,W.J. Higginson
How to read a film, J. Monaco
Why Socialism?. A. Einstein
Minha vida, Suzana Flag
Os prazeres de Alfredo Saramago
Three men on a boat, J. K. Jerome
Livro de Estilo
A Murraca, C. Castelo Branco
Constitution of Liberty, F. Hayek
Mil Folhas
Wealth of Nations, A. Smith
A alma nao e pequena, v. h. mae e j. reis-sa¡
Zona Non
Planning for freedom. L. Mises
O canto e as armas, M. Alegre
Tale of a Tube, J. Swift
75 years of the Oscar, R. Osbourne
Mensagem, F. Pessoa
O General no seu labirinto, G.G. Marques
E pasta e basta!, M.L. Goucha
Ferida Amavel, E. Goncalves
Sobre os espelhos, U. Eco
Ate na prisao fui roubado!, A. Agostinho
Arcos e Pérgulas
Nocturnos, T. Waits
Illuminati, R. A. Wilson
No Reino da Dinamarca, A. O'Neill
Curso de Portugues, A. Areal
Lux
Alcorao
Miss Julie, A. Strindberg
Super Flumina Babylonis, Jorge de Sena
Dies Irae, P.K. Dick
Clio, Herodoto
A cultural history of menstruation, J. Delaney
Tudo o que se passa...,
O Fisico Prodigioso, J Sena
Analog
As melhores historias de gatos
Treason, Ann Coulter A condicao das classes trabalhadoras, F. Engels
Livro do profeta Isai­as




In Association with Amazon.co.uk