Cruzes Canhoto!
Cruzem-se connosco em cruzescanhoto@mail.pt
3/06/2004

UM SONHO DE ESCOLA - No último período todo o nosso último ano passou cinco semanas a ler sobre a indústria de fast food, como afecta a saúde, a agricultura, os valores, as leis, a economia e a sociedade americanas. Uma equipa interdisciplinar de professores, tanto de ciências exactas como sociais, inglês e educação especial conceberam o curso com o auxílio de uma faculdade nas áreas de matemática, tecnologia e arte. Como outras unidades temáticas da escola, o Projecto de Fast Food assume que os adolescentes não se devem preparar para serem aprendentes ao longo da vida – devem sê-lo desde logo. Por isso os alunos devem ter leituras variadas e profundas. Por isso começaram por ler Fast Food Nation: The Dark Side of the All-American Meal (2002), um típico livro de denúncia onde se ataca toda a possível ligação da indústria com aspectos menos claros da agricultura e da restauração. Em seguida, por razões científicas e o currículo assim o exige, os alunos leram capítulos do manual de Biologia sobre nutrição, digestão, vírus e bactérias. Em seguida, cada estudante leu artigos de várias revistas a propósito, como um artigo da Fortune sobre os processos judiciais às cadeias de fast food por causarem obesidade, outro da Science que atacava “o mito da gordura” e defendia que esta pode ser benéfica e outro da Harper’s sobre como as cadeias de fast food escolhem intencionalmente instalar-se em bairros urbanos desfaviorecidos. Leram ainda seis curtos artigos sobre crueldade para com os animais que tiraram da página de Internet do grupo ecologista People for the Ethical Treatment of Animals, que geraram grande discussão sobre, por exemplo, se ordenhar vacas e comer ovos também é mal-tratar os animais. Quanto mais os professores e alunos aprofundavam o tema, mais fontes relevantes surgiam, como a réplica da Associação Nacional de Restauração (2003) em que se atacava o Fast Food Nation. Várias actividades nasceram destas leituras. Os alunos fizeram observações antropológicas nos restaurantes de fast food, entrevistaram os seus funcionários, fizeram registos da dieta pessoal, procuraram informação sobre nutrição na Internet, etc. O resultado foram 80 alunos cheios de perguntas, preocupações e opiniões que no final tiveram de desempenhar um serviço social relacionado com o fast food, desde cartas aos representantes políticos até à distribuição de folhetos em restaurantes. A auto-avaliação no final demonstrou que muitos estudantes (não todos, afinal isto é uma escola real e não ideal) tinham muito mais atenção ao que comiam. Um professor da Best Practices School Claro que é bastante mais importante estar a fazer exames em que se responde a perguntas sobre como decompor os decassílabos heróicos d' Os Lusíadas.

Comments:


Ouem?

Blogue lusografo de comentario opinativo, irreverente, destrutivo e nao registado na SPA.



Arquivos

Arquivo
Página


Weboteca

Alertnet
Alternet
Arts & Letters
American Prospect
The Atlantic
Auto da Fe
BBC
Boston Globe
Courrier International
Granta
The Guardian
Harpers
Indymedia
Magazine Litteraire
Metamute
New Left Review
New Yorker
News Google
News Yahoo
NY Review of Books
The New York Times
Political Theory
Salon
Slate
Science & Technology
Wired
World Press


Blogoteca

Homage to Catalonia, G. Orwell
Folies Simultanees, J. Lacan
Historia do Estabelecimento da Inquisicao..., A. Herculano
Dieser Friede, T. Mann
Pentesileia, H. Kleist
Les Demoiselles D'Avignon, W. Rubin
O livro de Cesario Verde
Antropologia Estrutural, C. Levi-Strauss
Naked Lunch, W. S. Burroughs
O Fim da Aventura, G. Greene
The soul of man under socialism, O. Wilde
Quadrado
O Aleph, J. L. Borges
Diplomacy, H. Kissinger
A cor do tempo quando foge, B.S. Santos
A minha vida, Lou-Andreas Salome
Gengangere, H. Ibsen
Against the current, I. Berlin
Conversas de Cafe
Piano Magico, E. A. Cebolo
RootsWorld
De direita
Bouvard et Pecuchet, G. Flaubert
Tom Gordon, S. King
Haiku Handbook,W.J. Higginson
How to read a film, J. Monaco
Why Socialism?. A. Einstein
Minha vida, Suzana Flag
Os prazeres de Alfredo Saramago
Three men on a boat, J. K. Jerome
Livro de Estilo
A Murraca, C. Castelo Branco
Constitution of Liberty, F. Hayek
Mil Folhas
Wealth of Nations, A. Smith
A alma nao e pequena, v. h. mae e j. reis-sa¡
Zona Non
Planning for freedom. L. Mises
O canto e as armas, M. Alegre
Tale of a Tube, J. Swift
75 years of the Oscar, R. Osbourne
Mensagem, F. Pessoa
O General no seu labirinto, G.G. Marques
E pasta e basta!, M.L. Goucha
Ferida Amavel, E. Goncalves
Sobre os espelhos, U. Eco
Ate na prisao fui roubado!, A. Agostinho
Arcos e Pérgulas
Nocturnos, T. Waits
Illuminati, R. A. Wilson
No Reino da Dinamarca, A. O'Neill
Curso de Portugues, A. Areal
Lux
Alcorao
Miss Julie, A. Strindberg
Super Flumina Babylonis, Jorge de Sena
Dies Irae, P.K. Dick
Clio, Herodoto
A cultural history of menstruation, J. Delaney
Tudo o que se passa...,
O Fisico Prodigioso, J Sena
Analog
As melhores historias de gatos
Treason, Ann Coulter A condicao das classes trabalhadoras, F. Engels
Livro do profeta Isai­as




In Association with Amazon.co.uk